Honoré de Balzac

Honoré de Balzac

"O amor é a poesia dos sentidos.
Ou é sublime, ou não existe.
Quando existe, existe para sempre e vai crescendo dia a dia."
Honoré de Balzac




"A infelicidade tem isto de bom: faz-nos conhecer os verdadeiros amigos."

"Nunca devemos julgar as pessoas que amamos. O amor que não é cego, não é amor."

"O homem começa a morrer na idade em que perde o entusiasmo."

"O incapaz se cobre; o rico se enfeita; o presunçoso se disfarça; o elegante se veste."

"O instinto na mulher, equivale a perspicácia nos grandes homens."

"O bom marido nunca deve ser o primeiro a adormecer à noite, nem o último a acordar pela manhã."

"Quanto mais criticamos menos amamos."

"O ódio, tal como o amor, alimenta-se com as menores coisas, tudo lhe cai bem. Assim como a pessoa amada não pode fazer nenhum mal, a pessoa odiada não pode fazer nenhum bem."

"Uma mulher nua seria menos perigosa do que é uma saia habilmente exibida, que cobre tudo e, ao mesmo tempo, deixa tudo à vista."

"A duração de uma paixão é proporcional à resistência original da mulher."

"A maioria dos dramas está nas idéias que formamos das coisas. Os acontecimentos que nos parecem dramáticos são apenas assuntos que a nossa alma converte em tragédia ou em comédia, à mercê do nosso caráter. "

"Da maciez de uma esponja molhada até à dureza de uma pedra-pomes, existem infinitas nuances. Eis o homem. "

"A constância é o fundo da virtude."

"A maior felicidade para o ser humano é de poder viver para aquilo pelo qual estaria pronto a morrer."

"É tão absurdo dizer que um homem não pode amar a mesma mulher toda a vida, quanto dizer que um violinista precisa de diversos violinos para tocar a mesma música."

"O casamento deve combater incessantemente um monstro que devora tudo: o hábito."

"É tão natural destruir o que não se pode possuir, negar o que não se compreende, insultar o que se inveja."

"Seja no que for, só se recebe na medida do que se dá."

2 comentários:

  1. Suzana Martins disse...:

    "O ódio, tal como o amor, alimenta-se com as menores coisas, tudo lhe cai bem. Assim como a pessoa amada não pode fazer nenhum mal, a pessoa odiada não pode fazer nenhum bem."

    abraços

  1. Charles Canela disse...:

    grande balzaca, o homem da mulher de trinta..rsss

    deixo abaixo algumas frases minhas



    O nosso silêncio nem sempre é bem recebido, ele pode ser interpretado com um “Você não pode me ajudar”, “Eu sou autossuficiente”, “Eu não posso lhe ajudar”, “Problema seu” , “Eu já tenho problemas demais”, etc...

    Quantas e quantas vezes calamos para não correr o risco de sermos indelicados e só depois descobrimos que aquele silêncio sim, era uma arma apontada na cabeça de quem nos amava?

    ==


    A cada dia nos é ensinado que temos que nos renovar sem trazer resquícios do velho que não serviu para uma mudança que nos faça melhor.

    ==

    Acostumamos com uma vida igual, repetitiva, controlada e sofrida. Acomodamo-nos e chamamos essa aceitação de resignação. Eu chamo isso de covardia e masoquismo.

Postar um comentário