Isabel Machado


"Não basta ser mulher. Tem que ser A mulher."

INEVITÁVEL

Inevitável foi o toque
a procura
a consumação da loucura
a transformar nós dois em um.
Nada foi comum
Tudo foi vital
anormal...
dentro da normalidade contida
no ato.
Inevitável foi o tacto
e meus seios foram teus
... tudo... o corpo todo
sentiu-te em gula
nas entranhas
nas loucas manhas
da manhã-festim...
Inevitável
Tatear-me em falso
para sentir-te pleno
em mim...
***

NUA
Porque me despes completamente
sem que eu nem perceba...
E quando nua
por incrível que pareça
sou mais pura...
Porque vou ao teu encontro
despojada de critérios...
Liberto os mistérios
sem perder o encanto
do prazer...
Porque
quando nua
sou única
e exclusivamente
tua...

***

VAZIO
Falta o corpo
falta um nada
falta
a poeira de mim
Falta a hora
falta agora
a falta
que arrebata
Falta um tudo
e sobretudo
falta a unha
falta o toque
retoque
pincel de sonhos
Falta a dor
que não doeu
Falta
sentires a mesma falta
que eu...

***

NUS
Estavas nu
eu bem que reparei... chegaste nu
e eu, despida, te sorri...
Nu
sem seda ou brim
apenas a lavanda jasmim
entorpecendo o ar...
Não havia vergonha nem combate
palpitantes alardes
ou máscaras fúnebres
Estávamos nós
- eu e tu -
soltos e leves
na efemeridade da luz
que se rompeu ao luar
e nos encontrou.
***

2 comentários:

  1. loiva disse...:

    Nossa........parabéns

    O site é lindo !!!

    As poesias Maravilhosas!!!

    Mas Isabel Machado é simplesmente Divina !!!!

  1. Mariza Feijó disse...:

    Amei seus poemas. Parabéns pela página.

Postar um comentário